AÍ VEM O SAMBA Acadêmicos do Salgueiro | 1957, Hi-Fi Musidisc

Poucos terão sido os discos, em qualquer tempo, de qualquer espécie e de qualquer etiquêta, já gravados no Brasil, em que, como neste HI-FI MUSI-DISC, se fizesse uma tão alta e tão pura exibição da verdadeira, da legítima, da genuína música do morro. Nada de arranjos, nada de estilizações. Morro autêntico, morro “no duro”, representado por uma das escolas de samba que mais condignamente poderiam fazê-lo, encarnando o puro espírito dos aedos de bronze em barracos de zinco.

GRÉMIO RECREATIVO ESCOLA DE SAMBA ACADÉMICOS DO SALGUEIRO — êsse, o copioso nome daqueles que o samba escolheu para glorificá-lo neste disco.

Fundado em 1953, nascendo da fusão de duas escolas famosas — “Depois eu Digo” e “Azul e Branco” — os Acadêmicos têm brilhado, desde então, nos carnavais cariocas, projetando-se como uma das fontes mais inspiradas e espontâneas das melodias mais lindas que o povo já cantou pelas ruas. Sua apresentação, nas doze faixas dêste LP, é uma reprodução fiel, perfeita, sem tirar nem pôr, do que ‘eles fazem quando desfilam no tablado, sob o aplauso delirante dos foliões guanabarinos.

Para a realização dêste disco, foram selecionados os melhores elementos entre as centenas de cantores, pastôras e ritmistas que o Salgueiro possui e ante os quais Martine Carol e Ninon Sevilha embasbacaram, quando da visita que fizeram ao morro. Das doze faixas, sete foram reservadas a músicas novas — sete bonitas melodias, fruto da inspiração de sambistas autênticos. São elas, na face A, Assim não é amor, Não interessa e Não tenho alegria, e na face B, Obra de Deus, Felicidade é uma quimera, Desperta, Vila Isabel, e Sol da Liberdade. Ao lado delas, dois grandes sucessos do passado, que marcaram época, quando lançados, diretamente, da escola de samba para a apoteose das ruas, reeditam agora a primitiva beleza de sua melodia e a cadência perfeita de seu ritmo: Falam de mim e Rosa Maria.

Duas faixas curiosissimas são as que têm o título de Ensaio de Ritmo (ns. 1 e 2), uma em cada face do disco. Todos os ritmistas dos Acadêmicos do Salgueiro nelas tomam parte, proporcionando um verdadeiro show do legitimo samba brasileiro, da verdadeira batucada do morro — aquela que costuma encher de ruidosa sonoridade as noites cálidas do período pré-momesco. Uma referência muito especial merece a quinta faixa da face A — Esquentando a cuíca’— com uma estupenda exibição dêsse famoso instrumento, tão pitoresco e tão tipicamente brasileiro. Durante 1 minuto e 15 segundos, que é o tempo de duração dessa pequena faixa, a cuíca ronca frenèticarnente, diabólicamente, envolvida pelo acompanhamento eletrizante dos ritmistas. O interessante dessa faixa é que ela foi gravada “na moita”, durante um real ensaio, um ensaio de fato, dentro do estúdio, sem que a turma do Salgueiro soubesse que o microfone estava aberto e a gravação sendo feita. Resultado: espontaneidade absoluta, naturalidade plena, completa, integral! Com o lançamento dêste “long-playing”, presta, a MUSIDISC um assinalado serviço à nossa música popular, reunindo num só micro-sulco um punhado de números realmente representativos do grande ritmo nacional, o samba, na interpretação portentosa de um conjunto magnífico que tem o samba nas veias e nos nervos. Acentue-se, ainda, que a gravação, realizada que foi em alta-fidelidade, contribui enormemente para a excelente qualidade do disco, conservando, em toda a sua plenitude, a sonoridade magnífica que os fabulosos intérpretes emprestaram à sua exibição. Um disco, em suma, que poderá formar, e com marcante evidência, entre os “clássicos” da música popular do Brasil.
Sebastião Fonseca

AÍ VEM O SAMBA Acadêmicos do Salgueiro

FACE A

ENSAIO DE RITMO N° 1
ASSIM NÃO É AMOR
FALAM DE MIM
NÃO INTERESSA
ESQUENTANDO A CUÍCA
NÃO TENHO ALEGRIA

FACE B

OBRA DE DEUS
FELICIDADE É UMA QUIMERA
ROSA MARIA
ENSAIO DE RITMO N° 2
DESPERTA, VILA ISABEL
SOL DA LIBERDADE


Hi-Fi Musidisc – HI-FI 2013, LP

Compositores:

Aidno Sá – 4a
Aníbal Silva – 3a,1b,2b,3b,5b
Eden Silva – 2a,3a,4a,6a,1b,2b,3b,5b,6b
Emmanuel Gitahy – 6b
Geraldo Jaques – 2a
Nilo Moreira – 2a,4a,6a,6b
Noel Rosa de Oliveira – 3a
Oldemar Magalhães – 1b
Waldemar da Silva – 6a

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *