BEZERRA DA SILVA Alô malandragem, maloca o flagrante 1986, RCA Victor

“Alô, alô, todas as favelas do meu Brasil”. De Pernambuco e do coco para o Rio de Janeiro e o samba, Bezerra da Silva se tornou o porta-voz de todas as favelas do Brasil. E ainda mais: é voz presente em qualquer churrasco de laje que se preze – se não rolar uma do Bezerra num evento como esse, é fria.

Esse disco consegue reunir todos os temas tratados por Bezerra e a capa já entrega a faixa 3, “Quem Usa Antena É Televisão”, em que Bezerra narra a história do Chico e sua cabeça enfeitada. Antes disso, o disco abre com a talvez mais pop das músicas de Bezerra: “Malandragem Dá Um Tempo”, já cantadas por Planet Hemp e Barão Vermelho.

Violência, crimes, causos, e personagens da periferia (com o alcaguete, sempre presente nos discos de Bezerra) vão aparecendo com o passar das faixas e o álbum acaba com “Compositores de Verdade”, uma homenagem à legião de pessoas que deram suas letras para que Bezerra se tornasse a grande voz da periferia.

Nesse universo, até o vovô que baixa no terreiro dá o recado para que o filho ande na linha, se não o couro vai comer: “Você engana todo mundo, menos o povo de Aruanda” (“Vovô Cantou Pra Subir”).

Até a inflação aparece em “A Rasteira do Presidente”, com frases geniais como “meu salário é mínimo mas é o máximo que eu posso conseguir”. Alô Malandragem, Maloca o Flagrante! é um clássico do partido alto e das vielas. Pintou sujeira? Maloca o flagrante que tá tudo certo, malandragem.
Marcos Lauro

LP BEZERRA DA SILVA Alô malandragem, maloca o flagrante, 1986

  1. MALANDRAGEM DÁ UM TEMPO
    Popular P / Adelzonilton / Moacir Bombeiro
  2. DEFUNTO GRAMPEADO
    Evandro do Galo / Pedro Butina
  3. QUEM USA ANTENA É TELEVISÃO
    Pinga / Celsinho da Barra Funda
  4. MALOCA O FLAGRANTE
    Tonho / Cláudio Inspiração / Laureano
  5. VOVÔ CANTOU PRA SUBIR
    Roxinho / Alicate de Niterói
  6. A RASTEIRA DO PRESIDENTE
    Bicalho / Silvio Modesto
  7. MEU BOM JUIZ
    Beto s/ Braço / Serginho Meriti
  8. LÍNGUA DE TAMANDUÁ
    Valmir / Tião Miranda
  9. NA BOCA DO MATO
    Luiz Grande
  10. SUA CABEÇA NÃO PASSA NA PORTA
    Barbeirinho do Jacarezinho
  11. OS DIREITOS DO OTÁRIO
    1000tinho / Jorge Garcia
  12. COMPOSITORES DE VERDADE
    Romildo / Édson Show / Naval

RCA Victor 109.0145, LP

Direção Artística: Miguel Plopschi
Produção Executiva: Aramis Barros
Assessor de Produção: Genaro
Arranjos e Regências: Zé Menezes
Técnicos de Gravação: Luiz Carlos T. Reis – Mário Jorge Bruno
Mixagem. Luiz Carlos T. Reis
Auxiliares: Mauro Moraes – José Sartori
Supervisão do Estúdio: Edeltrudes Marques (Dudu)
Manutenção do Estúdio: Ricardo Luppi – Walker Caputo – ABD Chaffat Hammury
Montagem: Esveraldo Ferreira
Supervisão de Audio: Gunther J. Kibelktis
Corte: José Oswaldo Martins
Arregimentação: Gilberto D’Avila
Supervisão Gráfica: Tadeu Valério
Capa: Sérgio Pagano e Valério do Carmo
Fotos: Sérgio Pagano
Arte Final: Vittore Talone
Produção Fotográfica: Angela Izabel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *