CANDEIA | 1970, Equipe

RUA ALBANO, 58, JACAREPAGUÁ

A GENTE CHEGA, TÁ CHEGANDO, VAI SE ENVOLVENDO NAQUELA ATMOSFERA QUE UMA RODA-DE-SAMBA POSSUI.

E ENTRE UM LIMÃO E OUTRO VAMOS OUVINDO DE “MESTRE” CANDEIA SUAS COMPOSIÇÕES, ADQUIRINDO AQUELA SOMBRA MUSICAL QUE VAI NOS ACOMPANHAR POR LONGOS TEMPOS. PORQUE O QUE ÊSTE HOMEM CRIA TEM A FACILIDADE DE PERMANECER CONOSCO, NÃO SÓ POR SER ALGO DE MUITO BACANA MUSICALMENTE, MAS TAMBÉM PELO ALTO VALOR POÉTICO DE SUAS LETRAS.

A HISTÓRIA DE MINHA ADMIRAÇÃO PELAS SUAS COMPOSIÇÕES TEVE SEU PRINCÍPIO EM UM ENSAIO DA PORTELA. LEMBRO-ME DA QUADRA DE ENSAIOS CHEIA, PASSISTAS E PASTORAS CANTAVAM EMPOLGADOS UM SAMBA QUE EM CERTA PARTE DIZIA:

“MAS REPERCUTIU PROFUNDAMENTE; EM MEU SUBCONSCIENTE; POIS NÃO PODIA FICAR ASSIM”. “SUBCONSCIENTE”, VEJAM VOCÊS!

 

AQUILO SOARA DIFERENTE COMO LETRA, E MAIS BONITO AINDA, CONJUGADA COM A MELODIA. A PERGUNTA SE IMPUNHA: DE QUEM É ESSE SAMBA?

DE CANDEIA E CASQUINHA DISSERAM.

DAÍ PRA FRENTE VI SEMPRE O NOME DE CANDEIA, ÁS VEZES LIGADO, ÁS VEZES ISOLADO DE OUTROS COMPOSITORES, EM MÚSICAS, TÔDAS, SEM FAVOR NENHUM, MUITO LEGAIS E FIQUEI SABENDO MAIS: AUTOR DE NADA MAIS NADA MENOS QUE 6 SAMBAS-ENRÊDO QUE A PORTELA LEVOU PARA AVENIDA, ENQUANTO COLECIONAVA TÍTULOS, SOBRETÍTULOS. TIVERA EM ELIZETH A PORTA-VOZ DE “MINHAS MADRUGADAS”, ESTA COM PARCERIA DE PAULINHO DA VIOLA.

ATRAVÉS DE SEUS “PAGODES” CRIOU-SE NOSSA AMIZADE, COM A MINHA SEMPRE CRESCENTE ADMIRAÇÃO PELA SUA OBRA. VI FELIZ QUE AS MINHAS IMPRESSÕES ERAM PERFEITAMENTE IDENTIFICADAS COM TODOS OS QUE TOMAVAM CONHECIMENTO DA BAGAGEM MUSICAL DESTE SAMBISTA.

A PROVA MAIOR DA INTENSA COMUNICAÇÃO QUE ÊLE EXERCE SE DEU NO ÚLTIMO “FESTIVAL FLUMINENSE DA CANÇÃO”, ONDE “A FLOR E O SAMBA”, DEFENDIDA PELO “COMPADRE” MARTINHO DA VILA, ALCANÇOU O 2° LUGAR NUM RESULTADO QUE NÃO AGRADOU AO PÚBLICO PRESENTE QUE A ELEGEU SUA FAVORITA. POIS BEM, AÍ ESTA PARA PROVAR NÃO SÓ A TODOS OS SEGUIDORES DA NOSSA ARTE POPULAR, MAS TAMBÉM PARA OS APRECIADORES DA BOA MÚSICA, QUE O SAMBA SE MANTÉM VIVO, BEM VIVO, E TENDO AGORA UM DOS SEUS MOMENTOS MAIS BRILHANTES. E NISTO TUDO UM ÚLTIMO PEDIDO:

LUZ, MUITA LUZ, QUE AÍ VEM CANDEIA.

HARLL
6/3/70
contracapa

CANDEIA (1970 - Equipe EQ 865, LP)

  1. DIA DE GRAÇA
  2. O PAGODE
  3. PRECE AO SOL
  4. SAMBA DA ANTIGA
  5. SORRISO ANTIGO
  6. A VOLTA
  7. VIVER
  8. PAIXÃO SEGUNDO EU
  9. OUTRO RECADO
  10. CHOREI, CHOREI
  11. COISAS BANAIS
  12. ILUSÃO PERDIDA

Equipe EQ 865, LP

REALIZAÇÃO:
OSWALDO CADAXO

ACESSORIA:
TÉCNICA:
NORIVAL REIS
ALBERTO SOLURI

MASTER:
ARY PERDIGÃO

CAPA:
JOSELITO

STUDIO:
TEMA/CONTINENTAL

PASTORAS:
ISA / YARA / TEREZINHA / DEOCLÉCIA

VIOLÕES:
JORGE / WILLIAM

CAVAQUINHO:
OSMAR

RITMO:
MARÇAL / GERALDO / RAUL MARQUES / ELIZEU / CLAUDIO / EDGARD / PEDRO

NO TROMBONE:
SÓ PODIA SER O RAULZINHO

* Todas as faixas com autoria de Antônio Candeia Filho com: Paulo Cesar Baptista de Faria (COISAS BANAIS); Aldacy (SORRISO ANTIGO); Otto Enrique Trepte (OUTRO RECADO / ILUSÃO PERDIDA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *