MATÉRIA-PRIMA SOMBRINHA | 2013, Independente

Há dez anos Montgomery Ferreira Nunes, mais conhecido como Sombrinha, lançava o seu último álbum de estúdio. É incrível como dez anos podem passar tão rápido. Devidamente perdoado pelos fãs, e logicamente pelo samba, Sombrinha finalmente está de volta com um novo álbum, “Matéria-Prima”, seu quarto álbum solo.

Nesse trabalho Sombrinha foi além do simples conceito “CD”, lançando um álbum gostoso de ouvir e também de manusear. As surpresas físicas não param de saltar aos olhos, desde a capa, moderna, que ilustra uma nuvem de palavras, artifício muito comum atualmente nos websites, destacando palavras-chaves presentes na temática de seu álbum, casos de “Reza”, “Viver”, “Fé”, “Amor”, entre outras, até a disposição do (belo) encarte e da bem sacada folha solta onde se encontra a letra da faixa “Deixa Solto”.

Em relação ao álbum, são dezesseis faixas – número ousado para os dias de hoje -, trazendo temáticas como amor, vida e até desamor. Musicalmente impressionante, o disco faz dilatar as pupilas já na terceira faixa, a ótima “Quando Eu Jogo a Rede” (Sombrinha / Marquinho PQD / Rubens Gordinho), que traz a participação especial de Zeca Pagodinho no vocal e Hamilton de Holanda no bandolim, em canção que incorpora toda a aura dos pagodes feitos em meados dos anos oitenta.

Da mesma forma, a dobradinha “Festa do Zé” (c/ Carlinhos Vergueiro) e “De Donga… á Doca”, juntamente com “Me Joga no Aiê-Iêo”, põem o disco no terreiro, fazendo todo mundo sambar. Os momentos românticos também estão bem representados em faixas como “A Semente Não Conhece a Flor” (c/ Nilton Barros e Rubens Gordinho) e “Foi Embora” (c/ Zeca Pagodinho e Arlindo Cruz).

O disco também tem momentos mais requintados, caso da faixa título “Matéria-Prima” (c/ Nilton Barros), faixa de beleza incomensurável, onde Sombrinha dá um show de interpretação. Fazendo parte desse mesmo time, o disco ainda brinda o ouvinte com a deliciosa “A Felicidade Está Chamando” (c/ Carlinhos Vergueiro), outro momento de pura elegância.

As participações especiais também ajudam a enriquecer a obra. Arlindo Cruz, parceiro de Sombrinha desde os tempos de Grupo Fundo de Quintal, além de produzir o disco dá uma palhinha de sua voz em “Guerreiro e Protetor” (c/ Arlindo Cruz) e “Deixa Solto” (c/ Chico Buarque e Arlindo Cruz). Outro parceiro de longa data que também aparece no disco é Sombra, na redonda “Perdeu o Valor”.

Não tem como não deixar de destacar também para a participação de Chico Buarque de Holanda, que também aparece no disco em dois momentos, “A Flor Que Eu Não Esqueço” (c/ Nilton Barros e Marquinho PQD) e “Deixa Solto”, partido alto que é uma verdadeira festa, trazendo como convidados os já citados Arlindo, Chico, Hamilton de Holanda e a Velha Guarda da Mangueira, transformando a faixa em uma autêntica roda de Samba.

A celebração ao samba encerra, porém, de forma diferente, com a lírica “Pra Ser Feliz Um Dia” (c/ Carlinhos Vergueiro), improvável faixa baseada em teclados e violão, com letras que farão chorar muitos marmanjos que por ventura estejam passando por problemas no relacionamento. A canção, aqui em outra bela interpretação de Sombrinha, é sem dúvida uma das melhores do disco.

Valeu a pena toda essa espera, o povo do samba agradece e certamente está sorrindo de orelha a orelha com esse trabalho que, certamente, é o melhor disco de Samba lançado em 2013.
Anderson Nascimento

CD MATÉRIA-PRIMA SOMBRINHA | 2013, Independente

  1. FELICIDADE PRA DOIS
    Sombrinha/ Nilton Barros/ Marquinhos PQD
  2. FOI EMBORA
    Sombrinha/ Zeca Pagodinho/ Arlindo Cruz
    part.: Zeca Pagodinho/ Hamilton de Hollanda
  3. QUANDO EU JOGO A REDE
    Sombrinha/ Marquinhos PQD/ Rubens Gordinho
  4. MATÉRIA-PRIMA
    Sombrinha/ Nilton Barros
  5. FESTA DO ZÉ
    Sombrinha/ Carlinhos Vergueiro
  6. DE DONGA…Á DOCA
    Sombrinha/ Marquinhos PQD
  7. GUERREIRO E PROTETOR
    Sombrinha/ Arlindo Cruz
    part: Arlindo Cruz
  8. O AMOR VOCÊ E EU
    Sombrinha/ Nilton Barros/ Rubens Gordinho
  9. A FELICIDADE TÁ CHAMANDO
    Sombrinha/ Carlinhos Vergueiro
  10. DEIXA SOLTO
    Sombrinha/ Chico Buarque/ Arlindo Cruz
    part: Arlindo Cruz/ Velha Guarda da Mangueira/ Chico Buarque
  11. ME JOGA NO AIÊ-IÊO
    Sombrinha/ Nilton Barros/ Marquinho PQD
  12. PERDEU O VALOR
    Sombrinha/ Sombra
  13. A SEMENTE NÃO CONHECE A FLOR
    Sombrinha/ Nilton Barros/ Rubens Gordinho
  14. INCOSEQUENTE
    Sombrinha/ Jorge Cardoso
  15. A FLOR QUE EU NÃO ESQUEÇO
    Sombrinha/ Nilton Barros/ Marquinhos PQD
    part.: Chico Buarque
  16. PRA SER FELIZ UM DIA
    Sombrinha

Independente, CD

Produção Musical Arlindo Cruz
Gravado e mixado por Willian Luna Jr no Estúdio Cia. dos Técnicos – RJ
Assistentes estúdio:
Daniel Alcoforado e Pedro Lopes
Masterizado por:
Paulo Jeveaux – Optomagic
Produção Executiva. Lado A lado B e Sombrinha Produções
Assistente de produção Felipe Bueno
Produção Artística Tais Blanco
Identidade Visual e Design:
Studio COMciência
Fotógrafo David Mazzo

MÚSICOS

Arranjos: Ivan Paulo 1,2,5,12 – Rafael dos Anjos 1,2,7,9,16 – Fernando Melino 4,13,15 – Arlindo Cruz 10,11 – Sombrinha 10,11 – Jorge Cardoso 6,8,14 / Acordeon – Eron Lima / Agogô – Azeitona, Flavinho / Baixo – João Faria / Bandolim – Hamilton de Hollanda (3), Márcio Hulk / Bateria – Bonfim / Cavaco – Gegê, Márcio Vanderley / Cuíca – Azeitona / Flauta/Clarineta – Dirceu Leite / Ganzá – Marechal / Pandeiro – Azeitona, Esguleba, Thiago TG / Reco-reco – Flavinho / Repique de Mão – Marcelinho Moreira / Surdo – Flavinho / Tamborim – Flavinho, Marcelinho Moreira, Thiago TG, Tico / Tantã – Marechal / Teclado – Fernando Merlino / Trombone – Marlom Sette / Violão 6 Cordas – Rafael dos Anjos / Violão de 7 – Carlinhos 7 cordas / Coro: Sombra, Ari Bispo, Diego, Thiago TG, Analimar, Ângela Sol, Cacau, Débora Cruz, Arlindo Neto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *