CARTOLA “AO VIVO” – 1991

CARTOLA “AO VIVO” – 1991

“Cartola não existiu. Foi um sonho que a gente teve.” A frase do compositor mangueirense Nelson Sargento, talvez o maior conhecedor da obra musical do Gênio, desmente a certidão de nascimento 22702 assinada pelo tabelião Darcy Hauschildt no dia 13 de outubro de 1908, atestando que dois dias antes nascera no Rio de Janeiro o filho de Sebastião Joaquim de Oliveira e Aida Gomes de Oliveira. Na burquesa rua Ferreira Viana, no Catete. Ao lavrar a certidão o escrevente acrescentou uma letra “ene” ao nome que lhe fora indicado o Agenor de Oliveira virou Angenor. Para a honra e glória da música popular brasileira. Era um domingo.

Continue lendo “CARTOLA “AO VIVO” – 1991”

Cartola 70 Anos – 1979

Cartola 70 Anos – 1979 RCA Victor 103.0278, LP

Embora esteja ligado ao morro da Mangueira desde a sua meninice, convivendo com aquela gente sofrida, mas que, assim mesmo carregando lata d’água na cabeça numa perfeição de equilíbrio capaz de suplantar qualquer artista circense, não se deixa abater, “não chora miséria”. Cartola não é apenas uma sambista de morro. Seus sambas não se restringem a versejar a dureza, a aspereza do cotidiano daqueles “alpinistas” que escalam caminhos ingrimes para chegar aos seus barracos, casebres, quase cai-não-cai, de cobertura esburacada, parecendo que, de propósito, para permitir que a lua possa pontilhar de estrelas o chão de terra batida.

Continue lendo “Cartola 70 Anos – 1979”

CARTOLA – 1974

CARTOLA – 1974 (Marcus Pereira 403.5007, LP)

Finalmente um LP com o grande Cartola! Foi preciso que nascesse uma nova gravadora, a Marcus Pereira, para que fosse dada ao fundador da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira, ao maior compositor de todos os tempo dos morros cariocas, a mesma honra já concedida a centenas de nomes surgidos com a mesma rapidez com que desapareceram do panorama de nossa música popular.

Continue lendo “CARTOLA – 1974”