O disco, é uma obra para se ouvir no escuro, meus senhores! Eu poderia colocá-la no rol dos discos que, se você gosta de samba ou de MPB, você não deve morrer sem ouvir. Uma das coisas que chama bastante a atenção neste disco é o diálogo (não tão explícito) que Germano faz com a já declinante (pelo menos na época) bossa nova (coisa que, além de surpreender por ser rara no mundo do “samba de raiz”, é uma marca em boa parte da obra de Germano Mathias), tudo isto sem perder aquele ar e aquela desenvoltura de um legítimo bamba.
Adriano Oliveira

Capa do LP: Germano Mathias | 1974, AMC

NA CASA DA TIA CIATA
(Artúlio Reis – Monalisa)
LUTO NO MORRO
(Jorge Duarte)
TESTAMENTO DE SAMBISTA
(Henricão – Mário Augusto)
CRIANÇADA BAMBA
(Laurindo Correia – Pópó da Cuíca)
ZÉ DA PINGA
(Padeirinho da Mangueira)
CONSELHO DE COROA
(Padeirinho da Mangueira)
COMO É QUE PODE
(Kazinho)
QUISERA QUE SOUBESSES
(Ary de Jesus / Rodolfo Vila)
DEU A LOUCA NA NEGA
(Kazinho)
NÃO É DA BAHIA
(Padeirinho da Mangueira – Jorge Costa)
CACHORRO DA VIZINHA
(Caco Velho)
MEU VIVER
(Kazinho)
EU E A SAUDADE PELA RUA
(Kazinho)


AMC – amclp-5223, LP

Publicado por Marcelo Oliveira

Sou carioca, mangueirense, botafoguense e apaixonado por samba. Meu objetivo com o blog sambaderaiz é divulgar o SAMBA, compartilhando meu acervo fonográfico. Que o blog seja um espaço de “Resistência Cultural” e em “Defesa da Tradição do Samba”. Forte abraço. marcelo@sambaderaiz.org

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 5 =