Folhas Secas

Guilherme de Brito Folhas Secas Take-Off 1990

O CD “Folhas Secas” de Guilherme de Brito, foi lançado no Japão no ano de 1990 pelo selo Take-off, e posteriormente (re)lançado no Brasil em 2007 pelo selo Atração Fonográfica (ATR 31234).


Notável por seu lirismo, Guilherme de Brito é responsável por inúmeros sucessos de nosso cancioneiro popular. Há mais de meio século Guilherme vem abrilhantando o nosso cenário musical, com canções que compôs e que foram gravadas pelos maiores nomes do samba, tais como: Paulinho da Viola, Elizeth Cardoso, Clara Nunes, Elis Regina, e principalmente, Beth Carvalho. A obra de Guilherme de Brito é a prova de que o samba pode evoluir sem perder suas características poéticas e harmônicas.

Sobre o lançamento deste álbum que trago neste post — FOLHAS SECAS — gravado em Setembro de 1988 e lançado em 1990 no Japão, transcrevo uma matéria publicada no jornal O Globo

Jornal O Globo, 14 de janeiro de 1992, Segundo Caderno

Katunori Tanaka lançara brasileiros em Tóquio

O produtor faz o samba do amarelo doido

PAULO RICARDO MOREIRA

Em terra de japonês, quem canta e toca samba é rei. O produtor Katsunori Tanaka não tem nada de sambista mas estava com os olhos bem abertos quando conheceu o cavaquinista Henrique Cazes, em Tóquio em 1985. Um ano depois o japonês vinha ao Rio de Janeiro e iniciava com o brasileiro um projeto que já resultou em dez CDs, destinados ao mercado nipônico. Tanaka apaixonou-se pelos craques do partido alto: gravou a Velha Guarda da Portela, Nélson Sargento, Wilson Moreira, Guilherme de Brito, Monarco e Luís Carlos da Vila.

— Os japoneses gostam mesmo é de ouvir os autores dos sambas — afirma Henrique Cazes, que produziu metade dos discos.

No ano de 1990, pela gravadora Take-Off (Japão), Guilherme de Brito lançou o CD “Folhas Secas”, produzido por Katsunori Tanaka, no qual interpretou várias composições autorais.

Apesar do medo de avião, o compositor Guilherme de Brito se convenceu de que o aeroporto é a melhor saída. Parceiro de Nélson Cavaquinho por 35 anos — “A Flor e o Espinho” e “Folhas Secas”, entre outras — Guilherme quer repetir um arigató antes de encerrar a carreira aos 70 anos de idade . Em maio, ele embarcará para sua segunda turnê no Japão, onde lançará os CDs “Folhas Secas” (1988) e “Guilherme de Brito ao Vivo em Tóquio” (1990). Desta vez, ele estará acompanhado de Monarco. Na bagagem, além do violão, mais um lote de quadros.

Eles compraram todas as telas que levei da primeira vez. Depois dos shows, me davam até massagem — conta Guilherme de Brito, que só se queixa da comida nipónica.

Nélson Sargento também já experimentou peixe cru e bolinho de arroz. O autor de “Agoniza mas não Morre” fez sete shows no Japão em 1990, lançando o CD “Encanto da Paisagem“, e deverá voltar em meados do ano.

— Fiquei surpreso porque quando cantei “Primavera”, eles cantaram junto. Fizemos uma roda de samba num bar em Kiosato. Até que eles tocam direitinho — avalia.

Os sambistas Wilson Moreira e Luís Carlos da Vila aguardam a vez. Os CDs “Peso na Balança” e “Okolofé”, de Wilson Moreira, já saíram na terra do sol nascente enquanto o trabalho de Luís Carlos da Vila ainda não tem título nem previsão de lançamento. Mas eles não vêem a hora de aterrissar em Tóquio, onde seus sambas são executados em quase todas as rádios.

— Estou doidinho para ir. Se for bom, fico por lá mesmo — diz Luís Carlos da Vila.


Folhas Secas

Guilherme de Brito, 1990, Take-Off (TKF-3001)
Ouça no spotify, youtube ou itunes | discogs

Nelson Cavaquinho, Beth Carvalho e Guilherme de Brito
Nelson Cavaquinho, Beth Carvalho e Guilherme de Brito (foto: Reprodução)

REPERTÓRIO

Delírio
Alcyr Pires Vermelho – Guilherme de Brito
Beto Cazes (pandeiro), Chiquinho do Acordeon (acordeon), Cláudio Jorge (violão), Henrique Cazes (cavaquinho), Paulão 7 Cordas (violão), Paulo Sérgio (saxofone), Raphael Rabello (violão 7), Henrique Cazes (arranjo)
[ ouça ♫ ]

as vezes chego a delirar
querendo terminar com tanta agonia
nos sonhos vivo a recitar
pra luz do teu olhar
a minha poesia
querendo ser teu grande amor
em troca de uma flor
e neste meu anseio
eu beijo o teu seio
percorro o infinito
do corpo tão bonito
meu pobre coração
nesta alucinação
coitado quer saber
o que fez pra merecer
tanta felicidade
na minha ansiedade
quisera um sonho eterno
pra fugir do inferno
da realidade
mas quando nos meus pesadelos
o sol dos teus cabelos
vem me despertar
ao ver tua beleza
me ponho novamente
a sonhar

Intriga
Guilherme de Brito – Monarco
Beto Cazes (tamborim, percussão), Cláudio Jorge (violão), Henrique Cazes (cavaquinho), Luna (surdo), Marçal (tamborim), Paulão 7 Cordas (violão), Raphael Rabello (violão 7), Clarisse, Beto Cazes, Dinorah, Nelson Sargento, Paulão 7 Cordas (coro), Henrique Cazes (arranjo)
[ ouça ♫ ]

andaram por aí falando coisas
que não coincidem com meu proceder
dizeram que eu fui por várias vezes
pedir perdão a quem tanto arruinou o meu viver
intriga dessa gente, que maldade
não pensem que eu vou admitir
como é que eu vou pedir perdão a um ingrato amor
ao lado de quem tanto eu já sofri

que digam que eu morro de saudade
com isso eu até posso concordar
mas que eu pedi perdão não é verdade
porque aquela ingrata nunca foi de perdoar
não queiram aumentar meu sofrimento
brincando com o meu triste viver
porque eu só desejo esquecer neste momento
aquela que tanto me fez sofrer

Eu Vou me Abandonar
Guilherme de Brito – Tito Madi
Beto Cazes (percussão), Cláudio Jorge (violão), Henrique Cazes (cavaquinho), Paulão 7 Cordas (violão), Paulo Sérgio (clarineta), Raphael Rabello (violão 7), Henrique Cazes (arranjo)
[ ouça ♫ ]

quanta maldade
você está fazendo a mim
oh, saudade
porque é que você dói assim
essa tristeza
não quer me abandonar também
com certeza
se uma vai é a outra que vem
e eu sofrendo
chorando e tendo que cantar
eu vou me abandonar
pra não me perguntar
porque é que eu fui sonhar com seu amor
e nesta solidão
saber do coração
como é que ele suporta tamanha dor

Encontro Marcado
Guilherme de Brito – Nelson Cavaquinho
Beto Cazes (tamborim, pandeiro), Cláudio Jorge (violão), Henrique Cazes (cavaquinho), Luna (surdo), Marçal (tamborim), Paulão 7 Cordas (violão), Raphael Rabello (violão 7), Beto Cazes, Clarisse, Dinorah, Nelson Sargento, Paulão 7 Cordas (coro), Henrique Cazes (arranjo)
[ ouça ♫ ]

hoje é feriado
tenho um encontro marcado
volto p’ra te ver
se eu não morrer
se nada me acontecer
compromisso sério
eu vou desfazer o mistério
se eu encontrar
o meu rival
vai ter cemitério
e se chegar meu fim
mande uma flor p’ra mim
que eu deixo a saudade
fazendo o que não fiz
mas se ficar tudo acertado
eu volto p’ra teu lado
p’ra viver feliz

Tua Saudade
Guilherme de Brito – Umberto Silva
Beto Cazes (percussão), Cláudio Jorge (violão), Henrique Cazes (cavaquinho), Joel (bandolim), Paulão 7 Cordas (violão), Raphael Rabello (violão 7), Henrique Cazes (arranjo)
[ ouça ♫ ]

tua saudade me fez assim
quanta maldade dentro de mim
não entendi que o teu coração
queria só a minha canção

na minha meta fui tão vulgar
me fiz poeta só pra te amar
e magoei com minha intenção
teu pobre coração

quanta beleza que eu não vi
tanta pureza eu destruí
sei que de agora em diante, por fim
não vais ter mais saudade de mim

Canção pra Conservatória
Guilherme de Brito – Tito Madi
Chiquinho do Acordeon (acordeon), Cláudio Jorge (violão), Joel (bandolim), Paulão 7 Cordas (violão), Raphael Rabello (violão 7), Zeca Assumpção (contrabaixo), Henrique Cazes (arranjo)
[ ouça ♫ ]

Conservatória, meu amor
quando eu partir, por onde for
hei de lembrar teus violões,
tuas estrelas, teu luar
e esta flor que a saudade
já semeou dentro de mim
ao regressar vou te ofertar
para enfeitar o teu jardim

e quando alguém te visitar
eu acho que deves falar
que eu estou apaixonado
e diz por quê
eu posso um dia te deixar
mas vou querer levar pra mim
teus violões, tua seresta
e o teu jardim

se não puder, quero ficar
para amar teu céu
beijar teu chão,
Conservatória,
onde perdi meu coração.

Miragem
Guilherme de Brito – Nelson Cavaquinho
Beto Cazes (tamborim), Beto Cazes (pandeiro), Chiquinho do Acordeon (acordeon), Cláudio Jorge (violão), Henrique Cazes (cavaquinho), Luna (surdo), Marçal (tamborim), Paulão 7 Cordas (violão), Raphael Rabello (violão 7), Beto Cazes, Clarisse, Dinorah, Nelson Sargento, Paulão 7 Cordas (coro), Henrique Cazes (arranjo)
[ ouça ♫ ]

mais uma vez
venho a vocês
p’ra confessar
que nunca fui feliz
sempre sorrindo
eu vou fingindo
pois afinal
não sei o mal que fiz

sou qual ave que não sabe chorar
todos gostam de ouvir meu cantar
com meu violão sempre colado
a meu peito tão amargurado

a minha vida é um livro aberto
que conta histórias de um deserto
minha alegria, que não tem fim
é a miragem que existe em mim

Quando Eu me Chamar Saudade
Guilherme de Brito – Nelson Cavaquinho
Beto Cazes (tamborim, pandeiro), Chiquinho do Acordeon (acordeon), Henrique Cazes (cavaquinho), Marçal (tamborim), Paulão 7 Cordas (violão), Zeca Assumpção (contrabaixo), Henrique Cazes (arranjo)
[ ouça ♫ ]

sei que amanhã quando eu morrer
os meus amigos vão dizer
que eu tinha bom coração
alguns até hão de chorar
e querer me homenagear
fazendo de ouro um violão

mas depois que o tempo passar
sei que ninguém vai se lembrar
que eu fui embora
por isso é que eu penso assim
se alguém quiser fazer por mim
que faça agora

me dê as flores em vida
o carinho, a mão amiga
para aliviar meus ais
depois que eu me chamar saudade
não preciso de vaidade
quero preces e nada mais

Palco Vazio
Guilherme de Brito – Nelson Cavaquinho
Beto Cazes (tamborim, pandeiro), Cláudio Jorge (violão), Henrique Cazes (cavaquinho), Luna (surdo), Marçal (cuíca), Marçal (tamborim),
Paulão 7 Cordas (violão), Paulo Sérgio (clarineta), Raphael Rabello (violão 7), Henrique Cazes (arranjo)
[ ouça ♫ ]

foi um fracasso
quando subiste ao palco iluminado
sem ter ninguém para erguer teu braço
nesse teu show tão vaiado
da tua fama
só resta um pouco de melancolia
tu tinhas que te levantar da cama
hoje o teu nome não dá bilheteria

caiu o pano
sobre o cenário que era multicor
como empresário desse nosso amor
fui teu amigo e te avisei
te vi sozinha
sem ter ninguém para te acompanhar
quando senti que iam te vaiar
em vez de rir, chorei

A Noite de Nós Dois
Guilherme de Brito – Sassago
Beto Cazes (percussão, pandeiro, tamborim), Henrique Cazes (cavaquinho), Luna (surdo), Marçal (cuíca, tamborim), Raphael Rabello (violão 7), Henrique Cazes (arranjo)
[ ouça ♫ ]

se um dia acontecer
a noite de nós dois
eu vou enlouquecer
e tu vai ver que a surpresa
virá depois

depois que o sol nascer
e eu te possuir
não penses que tu vais partir
nem julgues que vou te deixar
porque nossa noite não vai se acabar

Aquele Despertar
Guilherme de Brito – Juarez de Brito
Beto Cazes (pandeiro), Chiquinho do Acordeon (acordeon), Cláudio Jorge (violão), Henrique Cazes (cavaquinho), Luna (surdo), Marçal (tamborim), Paulão 7 Cordas (violão), Raphael Rabello (violão 7), Zeca Assumpção (contrabaixo), Henrique Cazes (arranjo)
[ ouça ♫ ]

passei a noite inteirinha fumando
enquanto eu ia esperando
dava esperança ao coração
mas o sol veio avisar
que tu passaste a noite fora
não pude perdoar
por isso te mandei embora
desde aquele dia quando eu vejo
este clarão
sinto agonia no meu coração

eu não queria aquele despertar
pra não matar
minha ilusão
era tão lindo o nosso amanhecer
tanto prazer
tanta paixão
mas a noite foi passando
e eu sonhando com o teu calor
quando o sol apareceu
escureceu pra sempre o nosso amor

Folhas Secas
Guilherme de Brito – Nelson Cavaquinho
Raphael Rabello (violão 7), Henrique Cazes (arranjo)
[ ouça ♫ ]

quando eu piso em folhas secas
caídas de uma mangueira
penso na minha escola
e nos poetas da minha Estação Primeira
não sei quantas vezes
subi o morro cantando
sempre o sol me queimando
e assim vou me acabando

quando o tempo avisar
que eu não posso mais cantar
sei que vou sentir saudade
ao lado do meu violão
da minha mocidade.


FICHA TÉCNICA — PRODUÇÃO: Katsunori Tanaka / PRODUÇÃO ARTÍSTICA: Henrique Cazes / ENGENHEIRO DE SOM: Marcelo Sabóia / PINTURA: Guilherme de Brito / FOTOS: Carlos Eduardo Soares / GRAVAÇÃO: setembro, 1988

Considerações finais

Espero que você tenha gostado desse post com o álbum de Guilherme de Brito — FOLHAS SECAS —, lançado em 1990 no Japão pelo Produtor Katsunori Tanaka.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *